Quem está em busca de um emprego já deve ter encontrado anúncios de oportunidades em cargos como assistente e auxiliar administrativo nas agências de emprego. Essas vagas, que surgem semanalmente, podem ser boas oportunidades de ingresso no mercado de trabalho. Atualmente, as secretarias municipal e estadual de Trabalho têm 1.068 vagas com esse perfil. Para concorrer, é preciso ter nível médio completo. O rendimento costuma variar entre R$ 800 e R$ 1.500.

— Temos acompanhado o crescimento econômico de todo o Estado do Rio e observamos, também, um aumento de 8% (no período de 2007 a 2011), na contratação de assistentes e auxiliares administrativos — explica a gerente de Gestão do Senac, Cristiane Salomão.

Segundo a gerente, o aumento das vagas para o setor é normal, tendo em vista que todas as empresas precisam de serviços administrativos. Os auxiliares e os assistentes ajudam na chamada rotina administrativa. Ou seja, controlam estoques, organizam o material da empresa, pagam fornecedores e repassam dados para setores como os departamentos pessoal, financeiro e contábil.

— Cuido da empresa como se fosse minha casa. É preciso ser organizado e proativo para fazer um bom trabalho — ensina Ana Cláudia da Silva, de 25 anos, que atua no setor de recursos humanos de uma agência de publicidade.

A jovem Stphany Rupe, de 23 anos, começou como aprendiz em 2010. Hoje, é assistente na White Martins.

— O melhor é que temos possibilidade de lidar com todos os setores da empresa — conta a funcionária.

Esse convívio pode ajudar o profissional a crescer. O superintendente operacional da Nova Rio, Alex Mendonça, de 39 anos, começou como auxiliar de escritório, há 16 anos, quando tinha apenas nível médio.

— Para crescer, basta se esforçar e entender o que faz a empresa — aconselha o gestor, que cursou faculdade de Administração.

Fonte: Portal Extra
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários