Reprodução: ACidade ON Gestão Doria anuncia as medidas do Plano SP

Governador afirma que prorrogação foi pedido do centro de contingenciamento devido aos índices de contágio no estado; horários do comércio serão mantidos

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comunicou que o Estado prorrogou a fase de transição até o dia 15 de julho com os mesmos horários de funcionamento. no Plano SP. Anúncio foi feito em coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira (23).

“O governo vai seguir a recomendação do centro de contingência e ampliará até o dia 15 de julho. Os horários de funcionamento continuarão os mesmos que estão em vigor”, informou Doria.

O Plano São Paulo é a estratégia do Governo do Estado de São Paulo para vencer a COVID-19. Esta fase já havia sido prorrogada até o dia 30 de junho, e será mantida até o dia 15/07.

Com a decisão, o horário de funcionamento do comércio, bares, restaurantes e academia se mantém das 6h às 22h, com 40% da capacidade. 

A secretária de desenvolvimento econômico, Patricia Ellen, disse que a medida é cautelar e visa manter a redução de casos registrados da Covid-19 no estado. 

“Essa é uma medida cautelar e que está mostrando que nós tivemos resultados muito positivos. Finalmente, estamos alcançando, novamente, uma desaceleração da nossa curva de casos de Covid e, principalmente, internações de enfermaria e UTI. Eu queria relembrar no que tange ao plano São Paulo, importância das medidas tomadas no nosso estado”, disse Patrícia. 

Horários de funcionamento na fase de transição

  • Atividades comerciais: 6h às 21h com 40% da capacidade
  • Atividades religiosas: Autorizadas com 40% da capacidade e distânciamento entre os fiéis
  • Bares e Restaurantes: Consumo local das 6h às 21h com 40% da capacidade e distânciamento entre as mesas
  • Salões de beleza e barbearia: Atendimento local das 6h às 21h
  • Atividades culturais e esportivas: Atendimento local das 6h às 21h

PIB 

A secretária de desenvolvimento econômico do estado de São Paulo ainda anunciou a correção das expectativas do Produto Interno Bruto (PIB). De acordo com Patrícia Ellen, o governo acredita que a economia do estado deve crescer entre 6% e 7,5%. 

“Nós tivemos um resultado muito positivo no primeiro trimestre desse ano, que mostra que nós já temos um crescimento acumulado de mais de por cento, se nós compararmos o primeiro trimestre com relação ao último trimestre do ano passado, onde mais de 9% se comparado com o primeiro trimestre do ano passado. E, por isso, nós fizemos uma correção aqui do PIB”, afirmou. 

“Nós mantemos essa fase de transição até o dia 15 de julho, mas lembrando também que o papel de cada um de nós, usando máscaras, não seguindo maus exemplos, fazendo a nossa parte, é muito importante pra que essa curva se mantenhanesse sentido correto e possamos dar o próximo passo na retomada econômica”, concluiu. 

Fonte: https://economia.ig.com.br/2021-06-23/plano-sp-doria.html

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários