Foto: José Cruz/Agência Brasil

Importante para consultar o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), Abono Salarial e solicitar serviços como o ID Jovem e Seguro-Desemprego, o Número de Identificação Social, também conhecido como PIS/Pasep ou NIT pode ser consultado de diversas formas.

A maneira mais comum de localizar os 11 dígitos é através da Carteira de Trabalho, podendo também ser consultado nos extratos do FGTS enviados pela Caixa Econômica Federal e no Cartão Cidadão, emitido pela instituição bancária.

Apesar de possuírem a mesma numeração, o PIS e o NIS possuem origens diferentes. Enquanto o PIS é gerado no primeiro emprego, o NIS é baseado no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis), que reúne os dados de beneficiários de programas sociais do governo, como o Bolsa Família.

Como localizar o PIS pela internet?

É possível localizar o número pela internet, através do site do Cnis (acesse o site clicando aqui). Na página, basta selecionar a opção “Inscrição”, e na sequência clicar em “Filiado”.

Em seguida, será aberta uma página para preenchimento de informações como nome completo da mãe, número do CPF e data de nascimento. No campo de “documentos complementares”, basta indicar o número do RG, sem pontos e hífen.

Lembre-se: É importante preencher as informações corretamente, da mesma maneira que elas são indicadas nos documentos oficiais. Por razões de segurança, também é necessário digitar o texto que aparece na imagem localizada no fim da página.

Caso os dados estejam corretos, uma nova página será carregada, com uma mensagem em vermelho, informando os dados do Cnis. O NIT aparecerá no final da mensagem.

Acesse informações pela tela do celular

A Caixa Econômica disponibiliza para os cadastrados duas ferramentas para acompanhar os saldos dos programas dedicados aos trabalhadores. Uma delas é o Caixa Trabalhador, onde é possível acessar informações sobre o PIS, Abono-Salarial e Seguro-Desemprego.

No app o trabalhador também pode consultar o calendário de pagamentos e parcelas já liberadas, além de conferir o extrato dos programas de auxílio ao trabalhador, como o resgate do abono referente à 2017, que será iniciado no próximo dia 27 de julho.

Outra ferramenta interessante para o trabalhador é o aplicativo oficial do FGTS, onde é possível consultar os depósitos em conta, atualizar dados cadastrais e localizar pontos de atendimento mais próximos. Nos dois apps é preciso cadastrar uma senha para ter acesso aos dados.

Este artigo foi produzido pela Curriculum.com.br.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários