MARCOS CORRÊA/ PR Paulo Guedes é o ministro da Economia no governo Bolsonaro

Recuperação aos níveis daquele ano pode levar quase uma década, como indica UM levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da FGV

Diante do atual cenário econômico do país, com a piora das expectativas sobre o desempenho do Brasil no setor , a estimativa é de que o Produto Interno Bruno (PIB) per capita fique 7,5% abaixo do pico alcançado em 2013. A recuperação aos níveis daquele ano pode levar quase uma década, como indica um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

O PIB per capita é a soma de tudo o que o Brasil produz dividido pelo número de habitantes e serve como parâmetro para avaliar os níveis de bem estar e renda dos países. O G1 contextualiza que no ano passado, quando a pandemia teve início em território nacional, o PIB per capita caiu 4,8%, maior queda registrada em 25 anos. 

De acordo com o Ibre/ FGV, que considera as últimas projeções para o crescimento da economia brasileira, a estimativa é de que ele cresça 4,1% neste ano, o que fará com que o brasileiro termine 2021 ainda 0,9% mais pobre em comparação com o registro de 2019 e 7,5% abaixo do pico, registrado em 2013.

A projeção para 2022 ainda é negativa, com expectativa de crescimento de apenas 0,8%, o que é 0,1% inferior ao índice pré-pandemia. Com isso, o nível de riqueza de 2019 deve ser alcançado apenas em 2023.

Fonte: https://economia.ig.com.br/2021-10-03/brasil-deve-encerrar-ano-com-pib-abaixo-de-2013.html

Cadastre ou atualize seu currículo na Curriculum: https://www.curriculum.com.br/01_10.asp

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários