Cada vez mais trabalhadores reclamam que o estresse e as tarefas do trabalho têm andando de mãos dadas. Além dos prazos curtos estabelecidos pela empresa e pelos clientes, a alta quantidade de coisas para fazer tem tirado o sono e o bem-estar das pessoas.

Mas o que tem deixado você tão estressado no trabalho? Assim como qualquer problema que se enfrente na vida pessoal ou profissional, é preciso conhecer a raiz do problema para só depois encontrar a solução mais assertiva.

O site de recrutamento Muse escreveu um artigo sobre este assunto e sugere que, para entender o que desencadeia o estresse em seu trabalho e encontrar a melhor maneira de eliminá-lo do seu dia a dia, é necessário refletir e responder para si mesmo as três seguintes perguntas:

1. Quem está pressionando você desenvolva tanto trabalho em tão pouco tempo?

Todos e qualquer trabalhador têm prazos para cumprir, mas quantos desses prazos você impõe a si mesmo e quantos estão sendo impostos por alguém? Se perceber que você é o motivo, pode saltar para a pergunta dois. Mas…

Se é seu chefe: seu gerente pode esperar certas atribuições de você em determinados horários e não sabe que esses prazos estão criando uma desigualdade em seu fluxo de trabalho. E nem sempre você pode se reportar a alguém que não se preocupa com a influência de suas escolhas (espero que não seja esse o caso).
De qualquer forma, você não saberá até que demonstre. Encontre um tempo para se sentar com seu gerente – quando não estiverem sobrecarregados – e discutir quais os prazos são mais importantes para se cumprir e quais ele pode considerar estender.

Se é sua empresa: às vezes é a empresa que você se encontra que enfrenta esse problema. Certos trabalhos são executados em horários razoáveis, outros em prazos inconvenientes. Se você está feliz com a função na qual você está, talvez seja necessário simplesmente aceitar que é assim que funciona.

2. Você está tratando tarefas não urgentes com urgência?

Nós fazemos isso o tempo todo – um e-mail chega e nos sentimos obrigados a responder imediatamente, ou o chefe mostra um novo projeto e nós assumimos que devemos começar esse dia, ou um cliente que solicita uma reunião nesta mesma tarde.

Às vezes essas situações são urgentes. Mas outras vezes você está apenas tratando-as dessa maneira por conta do hábito. Então, respire fundo na próxima vez que você se encontrar em um desses cenários, faça uma lista de tudo o que você precisa realizar e estabeleça o que pode ser feito agora e o que pode esperar. Em caso de dúvida, peça um prazo ou se está certo coloque como prioridade.

3. Você poderia deixar os dias passarem mais lentamente daqui para frente?

Só porque todos os seus prazos estão lotados em alguns dias não significa que você precise deixar sua agenda lotada o tempo todo. Aproveite os seus dias mais tranquilos para realizar outras coisas. Pode ser para descrever um relatório, por exemplo, assim, tudo o que você precisa fazer é preencher os espaços em branco mais tarde. Ou aproveite a sexta-feira para redigir e-mails que você envia normalmente numa segunda-feira, e agendando-os para saírem no momento apropriado.

Para dar uma adiantada nas tarefas em dias calmos faltam materiais, você precisa do aval do seu chefe ou está esperando as edições de um colega? Então considere usar esse tempo para se organizar e se preparar para os dias ocupados. Limpe a sua mesa, configure a sua lista de tarefas para a semana seguinte, leia artigos da empresa que você nunca tem tempo para ler, ou relaxe almoçando longe da sua mesa ou tomando um café com um colega. Enfim, faça o que for necessário para garantir que você vai dar o seu melhor quando o estresse bater novamente.

Nem sempre é justo que certos dias mantenham você no escritório até tarde, enquanto outros deixam você se perguntando por que você está lá, mas às vezes isso é apenas a realidade. No entanto, se você aproveitar ao máximo o tempo que tem, não há motivo para que tudo seja feito de maneira estressante.

Fonte: Mundo Carreira

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários