O conselho básico de profissionais de recrutamento é que você NÃO deveria incluir hobbies em seu currículo. Além de ocupar espaço valioso em sua apresentação, o fato de que você pratica Pilates ou esportes de ação gasta segundos de leitura preciosos ao recrutador, que no fundo está buscando outras informações. Em algumas situações, porém, os hobbies podem realmente destacar um currículo – e de maneira positiva.

 Para quem busca vaga em uma empresa como o Google, por exemplo, essa pode ser uma parte importante do documento. Um ex-estagiário da empresa de tecnologia já contou que os recrutadores de lá querem ver detalhes pessoais dos candidatos no currículo. O segredo, como sempre, é formatar o CV sabendo o que os executivos de cada empresa buscam.

Empresas também podem gostar de ver que o candidato tem um hobby relacionado ao trabalho em questão, afirma Ana Recio, vice-presidente de recrutamento da empresa Salesforce, ao Business Insider.

E se há alguma chance de o seu hobby fazer seu currículo se destacar e torná-lo um candidato mais “atrativo”, é inteligente incluir a informação, diz Alyssa Gelbard, presidente da empresa Résumé Strategists. “Quando um potencial empregador vê os hobbies de um candidato, isso lhe dá uma ideia de sua personalidade”, diz.

1. Yoga

Yoga demonstra habilidade de se manter calmo e controlado, diz Alyssa Gelbard. “Se você busca uma posição em um ambiente muito ativo, como uma agência de publicidade, isso pode se destacar porque mostra que você lida bem com a pressão”.

2. Esportes de aventura

Esportes extremos como ultramaratonas, ciclismo de montanha ou paraquedismo podem mostrar ao potencial empregador que você se sente confortável em superar limites, que você é disciplinado, não teme o desconhecido e sabe calcular riscos. “Essas características são desejáveis para qualquer funcionário em posição de liderança, especialmente em organizações jovens e em crescimento”, diz Alyssa.

3. Produção de vídeo

Gostar de produzir vídeos pode ser um traço positivo para um profissional que está se candidatando a um cargo de produção ou planejamento de eventos. Transmissão ao vivo normalmente é parte importante de eventos corporativos e conferências, então esse conhecimento pode ajudar no trabalho. Também mostra que você é preciso, detalhista e focado – características importantes para qualquer um que trabalha com eventos.

4. Esportes de resistência

Competir em provas de esportes de resistência como maratonas, triátlons ou ciclismo mostra dedicação e resiliência, diz Alyssa. Essas qualidades são desejáveis para desenvolvimento de negócios, gerência de contas e cargos de vendas, entre outros empregos.

5. Ser capitão de um esporte de equipe

Participar de esportes de equipe, como futebol ou vôlei, mostra que você é bom em trabalhar em equipe. Mas Vicky Oliver, autora do livro “301 Smart Answers to Tough Interview Questions” (301 respostas inteligentes para questões complicadas em entrevistas, em tradução livre), diz que ser capitão desses times acrescenta liderança à sua lista de habilidades. “Estudos mostram que quem participa de esportes competitivos normalmente se dá muito bem em ambientes corporativos”, afirma.

6. Ter um blog

Se você procura uma posição no mercado de comunicação ou marketing, mostrar suas habilidades em um blog pode aumentar suas chances de conseguir um emprego, diz Alyssa. Mas ela coloca algumas ressalvas: certifique-se que seu blog é atual, bem escrito e sem erros de português, e que o assunto reflita a sua marca pessoal.

7. Alpinismo

Alyssa Gelbard afirma que incluir em seu currículo a informação de que você é apaixonado por alpinismo e que, por exemplo, já escalou montanhas em 10 países, mostra traços fortes de sua personalidade e também pode ser positivo se você está interessado em um emprego em alguma indústria relacionada a isso. “Se você quer trabalhar em uma empresa de turismo, mas não tem experiência profissional nesse setor, esse hobby mostra que você tem interesse e experiência em viagens”, diz ela. “Se você organizou essas viagens, é um bônus”.

8. Tocar um instrumento musical

“Além das carreiras relacionadas à música, mostrar que você toca violão clássico ou violino pode aumentar sua atratividade para potenciais empregadores em cargos que requerem foco, dedicação e disciplina, como engenharia civil”, diz Alyssa.

9. Voluntariado

“Retribuir é um dos valores fundamentais da Salesforce, então se alguém lista voluntariado como um hobby, sabemos que aquela pessoa tem mais chance de se ajustar à cultura”, afirma Ana Recio. “Minha equipe procura pessoas apaixonadas e que tenham compaixão, e a forma com que as pessoas gastam seu tempo livre é um bom indicador para identificar esses traços que valorizamos”.

10. Fotografia

Alyssa diz que fotografia pode ser um hobby valioso se você está procurando um emprego como diretor criativo em uma agência de marketing digital, por exemplo. Esse hobby requer que a pessoa se comunique de forma criativa, saiba se posicionar e tenha paciência. Se você tem um site atual e com uma boa curadoria com um portfólio, não se esqueça de colocar o link.

11. Jardinagem

“Paixão por jardinagem pode ser bom para candidatos que conhecem e que estão procurando empregos relacionados a sustentabilidade e energia limpa”, diz Alyssa. “Você claramente se importa com o meio ambiente, o que pode te colocar à frente de outros candidatos”.

12. Qualquer atividade inusitada (que seja positiva)

Seja criar seu próprio perfume ou praticar jiu-jitsu, hobbies que podem te levar a uma conversa interessante podem ser incluídos, diz Vicky Oliver. Só se assegure que a conversa será interessante pelos motivos certos – caça de animais exóticos, por exemplo, deve ficar de fora do currículo. Ou você já se esqueceu do que aconteceu com a morte do leão Cecil?

O hobby que você não deve listar: ler

Pessoas que leem bastante têm claras vantagens – elas tendem a ser mais inteligentes e bem sucedidas. Mas isso não significa que você precisa escrever isso no seu currículo. Em primeiro lugar, porque a maioria das pessoas no mundo sabem ler – então não é um hobby que vai te destacar. Além disso, Vicky diz que colocar isso no seu currículo pode passar a impressão de que você é uma pessoa solitária, que passa a maior parte do tempo lendo. E todas as empresas buscam candidatos que saibam manter o foco, mas sejam capazes de socializar e trabalhar bem em equipe para acrescentar algo à companhia.

Fonte: Época Negócios

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários