Foto: Reprodução

Assim como em qualquer instituição, o futebol também possui uma metodologia de gestão, e muitos desses métodos podem ser aplicados diretamente nas empresas, auxiliando no melhor funcionamento das equipes. Tática, análise e organização são alguns dos pontos em comum entre os times de campo e os times corporativos.

Futebol requer análise interna e do adversário, assim como nas empresas é preciso acompanhar o trabalho dos setores e da concorrência. É importante o técnico – ou gestor, conhecer seu time, para saber defender e apresentar soluções que vão de encontro aos objetivos da equipe.

Fora do ambiente profissional cada funcionário tem sua rotina, mas dentro de campo todos devem trabalhar juntos em busca de um objetivo comum. Se nas quatro linhas cada jogador possui uma posição e tem conhecimento dela graças ao trabalho do técnico, nas empresas cada funcionário possui sua função e segue orientações de um líder, que precisa manter o sincronismo entre todos da equipe.

Quanto ao técnico – ou líder, precisa saber o momento certo de atacar os oponentes – ou a concorrência. É preciso conhecer bem o mercado em que está inserido e a equipe, objetivando enxergar oportunidades e desafios a serem vencidos.

Além disso, é importante ficar atento às penalidades que podem colocar sua imagem profissional em riso. Ouça as sugestões e dúvidas da equipe e construa um relacionamento funcional que ajude a evitar conflitos e solucionar problemas.

Este artigo foi produzido pela Curriculum.com.br.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários