Foto: Reprodução

Manter o currículo atualizado é importante, independente da nossa situação no mercado de trabalho – seja em busca de novas oportunidades ou estando empregado. O documento é um histórico da sua trajetória profissional, e merece atenção por prestar conta sobre suas qualificações, participação em cursos, seminários e experiências anteriores.

Mesmo que exista um vínculo empregatício, estamos em constante atualização dos conhecimentos, visando crescimento profissional. Assim como uma vitrine sempre está se transformando para chamar atenção dos clientes, o currículo também deve ser atualizado para que o profissional continue relevante para o mercado.

Não se esqueça de revisar constantemente as informações, inclusive com a ajuda de terceiros, que lhe darão um feedback, apontando eventuais melhorias a serem feitas. No caso dos currículos publicados na internet –  em sites como a Curriculum.com.br ou redes sociais como o LinkedIn, a atualização deve ser ainda mais constante, pois o documento fica disponível full time para que recrutadores, profissionais da área e colegas de trabalho tenham acesso.

Abuse dos detalhes na hora de explicar suas experiências, mas não se esqueça de ser objetivo nas palavras, reunindo apenas o que é pertinente para o posicionamento que almeja no mercado. Em relação a esse ponto, é importante destacar que em caso de viagens, roteiros turísticos não devem constar no documento.

Quando se está no mercado, a atualização pode ser feita a cada seis meses, e no caso de quem busca uma recolocação, o intervalo deve ser menor. Neste mesmo período, busque conteúdo que possa somar ao seu currículo, como cursos de curta duração e certificações – que podem ser feitos de forma gratuita e com carga horária reduzida, conforme explicamos aqui no blog.

Este artigo foi produzido pela Curriculum.com.br.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários