No post anterior falei de como surgiu o processo tradicional de Recrutamento e Seleção e que ele se manteve inalterado até mesmo após o surgimento da Internet, quando web sites do mundo todo simplesmente replicaram o classificado do jornal na web, fazendo sites que são nada mais  do que classificados eletrônicos, repetindo exatamente o mesmo processo anterior, lento e muito trabalhoso.

No entanto, em 1998 percebi algo que foi fundamental para fundar a Curriculum. Eu percebi que nós nunca anunciamos a nossa carência quando queremos adquirir algo. Nós nunca saímos por aí divulgando o que não temos. Por exemplo, quando você quer comprar um relógio, ou uma televisão ou uma geladeira o que você faz? Anuncia em jornais, revistas ou até mesmo na Internet este seu desejo?

Faz algum anúncio do tipo: “Tenho uma vaga para um relógio no meu pulso, mandem folhetos”,ou “Tenho uma vaga de televisão na minha estante, mandem catálogos”, ou ainda, “Tenho uma vaga de geladeira na minha cozinha, mandem panfletos”?

Lógico que não, não é mesmo? Você não sai por aí anunciando a sua carência, a sua falta de algo. Você nunca anuncia aquilo que precisa, certo? Mas e quando você quer contratar, por exemplo, uma secretária? O que você faz? Sim, você anuncia: “Tenho uma vaga de secretária na minha empresa (mandem currículos)”.

Então por que será que você sempre anuncia  a sua carência de um colaborador ou  de um funcionário, mas não anuncia a sua carência de nenhuma outra coisa, como por exemplo, de um relógio, televisão ou geladeira? A resposta é simples: Porque para tudo o que você precisa – ou pelo menos quase tudo – existe uma loja onde você pode ir, escolher e comprar o que você quiser. No entanto, infelizmente, não  existe  uma loja de candidatos: das secretárias, por exemplo.

Em outras palavras, você sabe onde encontrar o relógio, a televisão e a geladeira, mas não sabe onde encontrar  o funcionário que você precisa. Como você não sabe onde encontrá-lo , você anuncia a carência e aguarda a comunidade reagir. Esta sempre foi a forma de recrutar candidatos para a sua vaga em aberto.

Foi justamente por ter tido esta visão que resolvi montar uma loja de profissionais, um lugar onde, um dia, teremos cadastradas todas pessoas, se exceção, na Curriculum.com.br. Em outras palavras, uma “vitrine de profissionais“.

Esta forma oferece um novo processo para o RH na hora de contratar. Assim, ele não precisa anunciar a sua carência, pois não precisa mais recrutar. A Curriculum está recrutando 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por mês e está armazenando todos estes currículos de forma organizada e exibindo-os de maneira ordenada, de modo que quem contrata tem sempre uma boa quantidade de currículos dentro do perfil e os vê ordenadamente, a partir dos mais bem preenchidos e mais recentemente atualizados.

Um processo muito mais prático e eficaz, tanto para o candidato como para a empresa. E é sob este novo conceito que toda a Curriculum foi construída e fundamentada, desde o seu projeto em 1998 e o seu nascimento em 29 de Março de 1999.

Portanto, se você for uma empresa, procure seus candidatos com eficácia e rapidez na maior base de Recursos Humanos do Brasil, a Curriculum.com.br

Mas, se você for um candidato e está à procura de uma recolocação profissional, cadastre-se gratuitamente no site da Curriculum.com.br e faça parte da maior base de currículos da Internet brasileira (que em Maio de 2010 estava com quase 5.2 milhões de candidatos) e que é visitada diariamente por milhares empresas à procura de profissionais.

Lembre-se sempre de manter o seu currículo atualizado e faça parte da maior vitrine de profissionais do Brasil!

Boa sorte!

😉

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários