Uma pesquisa global divulgada nesta terça (16) pela consultoria Hay Group mostra que 39% dos profissionais consultados não conseguem equilibrar a vida pessoal e a profissional. Em 2011, o número era de 32%.

O estudo ainda apontou que 52% dos entrevistados acreditam que suas áreas não têm pessoas suficientes para realizar as tarefas solicitadas.

A percepção dos profissionais, indica a pesquisa, é resultado da estratégia de “fazer mais por menos” adotada pela maior parte das empresas.

Por outro lado, o estudo mostra que os profissionais que percebem suporte das organizações para equilibrarem vida pessoal e profissional estão mais satisfeitos com a sua remuneração. Nesses locais, 58% acreditam que são pagos pelo trabalho que desempenham.

Adotar medidas para equilibrar vida pessoal e profissional também é um indicativo de que a empresa sabe atrair e reter talentos. Essa foi a resposta de 71% dos funcionários dessas companhias.

Por região

Entre as regiões pesquisadas pela consultoria, a América Latina foi a que apresentou o maior equilíbrio: 70% responderam que conseguem aliar vida profissional à pessoal.

Em seguida, está a América do Norte, onde 65% têm um bom equilíbrio entre as duas áreas. Depois aparecem Leste Asiático (63%) e Sul da Ásia (62%). O Brasil apresenta um número de 64%.

A pesquisa foi feita com base em informações de 2012 do banco de dados global da consultoria Hay Group – formado por mais de 5 milhões de colaboradores de 400 organizações de todo o mundo.

Fonte: UOL

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários