Medica com criança com urso

A crise econômica vivida no Brasil por diversos setores chegou ao segmento de dispositivos médicos (DMAs). É o que indicam os números levantados pela Aliança Brasileira da Indústria Inovadora em Saúde, ABIIS, relativos ao primeiro trimestre de 2016.

Segundo a Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física (PIM-PF), do IBGE, a produção industrial de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e artigos ópticos, apresentou queda de 11,21% no primeiro trimestre de 2016, em relação ao mesmo período de 2015. No acumulado de 12 meses, o recuo chegou a 4,7%.

O índice de consumo aparente de DMAs, que procura refletir o comportamento geral do mercado brasileiro de dispositivos médicos, apresentou o seguinte desempenho: um recuo de 14,2% no primeiro trimestre de 2016, se comparado a igual período de 2015. Na comparação de 12 meses, a queda é de 13,1%.

De acordo com José Márcio Cerqueira, diretor executivo da ABIIS, “esse recuo se deve ao desemprego de um modo geral que provocou a evasão de trabalhadores da saúde suplementar e consequente queda nas compras privadas. A queda na arrecadação agravou esse quadro, causando atrasos em pagamentos e compras de produtos para a saúde em estados e municípios”.

Empregos no setor

Com relação ao volume de empregos gerados pelo setor, o saldo ainda é positivo. Dados do CAGED, do Ministério do Trabalho e Previdência Social apontam que 194 novos postos de trabalho foram gerados nas atividades industriais e comerciais no primeiro trimestre deste ano, alcançando um contingente de 135.766 trabalhadores nesta atividade. Porém, nos últimos doze meses, verifica-se uma queda de 2,4%, percentual que significa a perda de 3.320 postos de trabalho.

Para o diretor executivo da ABIIS, José Márcio Cerqueira, esse recuo do setor já era esperado. “Se ocorre desaquecimento no setor, com queda nos índices econômicos, é natural que haja demissões, contudo, se avaliarmos o cenário geral, o índice não é tão ruim”.

Quanto ao volume de empregos, Cerqueira observa que “o segmento de dispositivos médicos emprega pessoas com alta qualificação e não é raro ouvir das empresas que as mesmas têm dificuldades em encontrar no mercado profissionais preparados, o que sinaliza que existem vagas não preenchidas”, finaliza.

Comércio Internacional de DMAs

No primeiro trimestre de 2016, o setor de DMAs acumulou um valor de U$ 1,2 bilhão de importações, com uma queda de 14,5% frente ao mesmo período de 2015, em todos os grupos de produtos, enquanto no período de doze meses a queda alcançou 16,3%.

Já as exportações atingiram um total de US$ 179,6 milhões no primeiro trimestre deste ano, o que representou um recuo de 21,9% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Website: http://www.abiis.org.br

Veja nossas vagas para Medicos

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários