Especialista afirma que, quando os currículos de dois candidatos são parecidos, as atitudes servem de desempate

O início do ano é o momento em que muitas empresas estão organizando ou prospectando o seu cadastro de candidatos. Nesse período, o departamento de Recursos Humanos tem mais disponibilidade e tempo para receber currículos e agendar entrevistas.

– É um bom momento para os candidatos se organizarem profissionalmente, atualizando seus currículos, e fazendo capacitações, como cursos de férias – afirma Katherine Minella, psicóloga organizacional e diretora pedagógica da Associação Brasileira de recursos humanos do RS.

Mas o que fazer quando for chamado para uma entrevista? Segundo a especialista, no momento da contratação, os recrutadores consideram, além do conhecimento e habilidades específicas para o cargo, também as atitudes do candidato.

– Quando os currículos são muito parecidos, as atitudes servem de desempate. Os recrutadores buscam candidatos que se identifiquem com os valores da organização, mas, de forma geral, algumas características se destacam – diz Katherine

Saiba quais são elas:

Proatividade/iniciativa –  é ter prontidão, agir antecipadamente, se antecipar aos fatos.

Comunicação – transmitir as suas idéias com clareza, fazer-se entender, saber se expressar, articular pensamentos.

Automotivação/ confiança – capacidade da pessoa de se entusiasmar, de motivar a si mesma, de buscar forças internamente, de manter-se confiante e otimista.

Trabalho em equipe – compartilhar atividades, processos, idéias: capacidade de aceitar ajuda e se prontificar a contribuir e a ajudar os colegas.

Resiliência – capacidade do indivíduo de superar obstáculos, de lidar com  problemas, de resistir a pressão, de lidar com as adversidades  (competência cada vez mais procurada por recrutadores).

Mudança – estar aberto às mudanças, aceitar o novo (nova cultura, novos processos, nova liderança, novos cargos) uma vez dentro da empresa.

Fonte: Zero Hora

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários