Por Carolyn Gregoire

Muitos de nós passamos grande parte de nossas vidas no trabalho, mas raramente pensamos sobre como o ambiente em que trabalhamos pode nos afetar quando não estamos trabalhando.

De acordo com estudos recentes, trabalhar em ambientes como escritórios pode nos fazer mal. Um layout de escritório aberto (e cubículos, de certa forma) pode ser uma das piores opções no que diz respeito a prejudicar o bem-estar e a produtividade, e algumas das pesquisas sobre as desvantagens do design da moda tem resultado em um questionamento sobre toda a estrutura de trabalho americana.

“O conceito por trás desse design é que os funcionários serão mais produtivos e felizes se trabalharem juntos, ao invés de estarem separados por paredes grossas em escritórios individuais. Mas a realidade é outra”, disse a revista Fast Company sobre a tendência do escritório aberto. “Existem mais profissionais presos em cubículos e em escritório abertos que estão insatisfeitos com o ambiente em que trabalham do que aqueles que trabalham em escritórios individuais”.

Como resultado disso, horários de trabalho flexíveis e design alternativos que incorporam maior privacidade e elementos ‘calmantes’ estão sendo alternativas cada vez mais desejadas e comuns ao invés de passar 40 horas ou mais por semana em um cubículo ou em um escritório com layout aberto. E com o crescimento de carreiras empreededoras ou autônomas pode ser que uma redefinição do local de trabalho esteja realmente acontecendo, ainda que lentamente.

Os aspectos negativos de vários tipos de ambientes de trabalho apenas na saúde e produtividade oferecem um argumento convincente da necessidade de mudarmos a maneira em que passamos os nossos dias de trabalho.

Veja a seguir cinco provas de que o trabalho em um escritório pode estar prejudicando a sua saúde e sua felicidade.

Um escritório aberto pode te deixar infeliz e pouco produtivo.

Em 2011, uma revisão de várias pesquisas que examinavam os efeitos dos vários tipos de ambientes de trabalho mostrou que os escritórios com layout aberto – apesar de incentivarem um espírito de inovação e um sentimento de coletividade – podem afetar de forma negativa os profissionais que o ocupam no que diz respeito a foco, produtividade, criatividade e satisfação profissional, segundo o jornal the New Yorker.

Funcionários em escritórios abertos também têm níveis maiores de estresse e menos concentração e motivação do que aqueles que trabalham em espaços convencionais. Isso pode ser resultado, pelo menos em parte, da quantidade maior de interrupções que aqueles que trabalham em escritórios abertos acabam sofrendo – e que pode prejudicar bastante a produtividade.

Uma pesquisa feita em 2013 com 42.000 trabalhadores nos E.U.A. mostrou que os profissionais que trabalham em escritórios individuais tinham um nível de satisfação maior no trabalho do que aqueles que trabalham em espaços abertos.

O seu ambiente de trabalho pode estar aumentando os seus níveis de estresse.

Mais do que oito em cada dez trabalhadores nos E.U.A. afirmam sentir estresse por conta do trabalho, e uma pesquisa recente do site de empregos Monster.com revelou que 42% dos trabalhadores americanos deixaram um emprego devido ao ambiente de trabalho excessivamente estressante. A mesma pesquisa também mostrou que 61% dos trabalhadores americanos acreditam que o estresse no trabalho tenha lhes causado algum tipo de doença.

O ambiente físico de trabalho pode contribuir de forma significativa no aumento do nível de estresse de alguns profissionais. Um estudo feito pela Universidade de Cornell, citada pelo jornal New Yorker, mostrou que alguns trabalhadores expostos ao nível de ruído presente em um escritório com layout aberto durante três horas, tinham níveis mais altos do hormônio conhecido como adrenalina, que está associado à resposta de estresse do organismo.

Você pode estar mais propenso a ficar doente.

Uma pesquisa feita em 2011 na Dinamarca sugere que o número de dias que a pessoa falta ao trabalho por doença está positivamente relacionada ao número de pessoas ocupando o espaço de trabalho. Os pesquisadores descobriram que pessoas que trabalham em escritórios abertos faltavam ao trabalho por motivo de doença 62% mais vezes do que as pessoas que trabalham em escritórios celulares.

A má qualidade do ar também pode causar doenças. O ar dentro de um prédio comercial pode estar até 100 vezes mais poluídos do que o ar fora do prédio, reportou o jornal Bloomberg Businessweek.

O barulho do escritório pode ser a razão da sua falta de concentração.

Com telefones tocando, colegas conversando, digitação e movimentação das pessoas, os escritórios abertos são conhecidos por serem barulhentos e causarem distração – e o nível de ruídos pode afetar bastante o bem-estar do trabalhador. Uma pesquisa feita em 2006 na UCSF mostrou que pessoas que trabalham em escritórios abertos tinham uma tendência maior a perceber os ruídos do que aquelas que trabalham em escritórios individuais, além de sofrerem desconforto com a temperatura e com a baixa qualidade do ar.

Distrações com ruídos em escritórios abertos são o “inimigo do foco”, disse Diane Hoskins, co-diretora executiva da empresa de arquitetura Gensler, em entrevista ao jornal New York Times, acrescentando, “É um tempo valioso que está se perdendo”.

Um estilo de vida sedentário aumenta o seu risco de doenças.

Todo mundo já ouviu dizer que “o sedentarismo é o novo tabagismo” e isso pode ser mesmo verdade: Pilotar uma escrivaninha pode literalmente estar te matando.

Em muitos escritórios, sentar numa mesinha encarando um monitor é a única forma de fazer o seu trabalho diário. Pesquisas relacionam um estilo de vida sedentário – o tipo que muitos atletas de escritório têm – com um risco maior de contrair diabetes e doenças cardiovasculares. Ficar o dia todo sentado em uma escrivaninha também pode contribuir para o aumento de várias dores no corpo, enquanto que passar horas a fio olhando uma tela de computador pode causar problemas na visão e dores de cabeça.

Fonte: Info 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários