Após servir durante oito anos no Exército Brasileiro como Tenente, Cesar Galdino Filho percebeu que todos os anos milhares de militares deixavam as Forças Armadas e enfrentavam enorme dificuldade para se recolocarem no mercado de trabalho. Diante desta situação, em 2013, teve a ideia de criar com Fábio Ferreira o Portal Reserva Ativa (http://www.reservaativa.com.br), primeiro e único site de empregos do país dedicado exclusivamente aos reservistas das Forças Armadas e seus familiares, sendo hoje conveniado com o Comando do Exército Brasileiro.

Galdino verificou que havia uma necessidade das empresas por mão de obra qualificada e que prezasse por valores como disciplina, honestidade, lealdade e comprometimento, mas a falta de uma ferramenta que as colocasse em contato com os militares impedia que tais profissionais fossem localizados. Ele percebeu que os reservistas acabavam cadastrando seus currículos em site comuns de emprego, nos quais ficavam “escondidos” e acabavam não recebendo o devido valor pelos recrutadores.

Hoje, o portal reúne milhares de currículos de reservistas das Forças Armadas, de diversas regiões do país e das mais variadas áreas de formação, que se candidatam de forma online para as vagas abertas. “A sociedade infelizmente desconhece que os militares em geral possuem um alto grau de formação intelectual e que quando passam para a reserva buscam no mercado civil uma nova recolocação. Temos hoje a figura do militar temporário, que pode ficar até oito anos no serviço ativo, e também os militares de carreira, que mesmo após trinta anos de serviço acabam se aposentando muito novos, com cerca de 55 anos, ainda com ótimo vigor físico e mental”, explica Galdino.

A Reserva Ativa foi apoiada desde o início pelo Comando da 2ª Região Militar, sendo um complemento ao Programa de Preparação da Reserva do Exército Brasileiro, que visa apoiar os militares na difícil etapa de transição para a reserva.

Segundo Galdino, diferente do que muitos imaginam, não são apenas as empresas de segurança que preferem a mão de obra militar. Empresas na área logística, mecânica, telemarketing, hospitalar, entre outras, enxergam no perfil militar um ótimo padrão de profissional, sendo esta uma tendência mundial bastante forte de contratação, sobretudo em países com tradição bélica, como Estados Unidos e Israel. Liderança, espírito de equipe, coragem e planejamento são características típicas dos militares também aplicáveis na iniciativa privada.

Além disso, vale ressaltar que as principais tecnologias existentes hoje no meio civil nasceram em razão de necessidades ocorridas no contexto militar, a exemplo da internet e da blindagem de veículos. “Ao contratar os reservistas, o empresariado brasileiro pode se aproveitar desta perspectiva crítica para aprimoramento de seus produtos e serviços, além de valorizar uma mão de obra genuinamente nacional”, ressalta Galdino.

No momento, a Reserva Ativa busca empresas que possam apoiar este importante trabalho social que vem sendo realizado, a fim de aumentar ainda mais a qualidade do serviço prestado em todo o Brasil para os milhares de reservistas das três Forças Armadas (Exército Brasileiro, Marinha e Aeronáutica). Vale a pena experimentar esta nova opção em recursos humanos!

Fonte: Defesanet 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários