No final de setembro, índice registrou queda de 1,22%. Em 12 meses, setor tem saldo negativo de 43,5 mil vagas.

O nível de emprego na construção brasileira registrou leve crescimento de 0,28% na comparação com o mês anterior. O saldo entre demissões e contratações ficou positivo em cerca de 10 mil trabalhadores com carteira assinada, de acordo com pesquisa elaborada pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas).

Com isso, ao final do setembro o número de trabalhadores do setor somava 3,528 milhões. No entanto, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, quando o setor empregava 3,571 milhões, a pesquisa indica queda de 1,22%. Em 12 meses, o índice apresenta queda de 1,22%, com um saldo negativo de 43,5 mil vagas.

Segundo o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, em nota, “a queda do nível de emprego na construção na comparação com setembro de 2013 “deveu-se principalmente à menor atividade do segmento imobiliário, em consequência da desaceleração da atividade econômica como um todo”.

Entre janeiro e setembro de 2014, o índice apresentou alta de 0,41%, com a criação de 14,5 mil vagas. Entre as cinco regiões do país, apenas Centro-Oeste apresentou resultado negativo no período.

Fonte: G1 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários