Além de ter a menor taxa de desemprego do Brasil, 3%, Santa Catarina tem a segunda menor do mundo se forem considerados só países. Pelos dados do Fundo Monetário Internacional (FMI), SC está atrás apenas de Singapura. Considerando também estados soberanos, o primeiro do ranking é o Kuwait, com taxa de 2,072%; seguido por Singapura, 2,138%; e Brunei, 2,7%. O Estado está na mesma média da Mongólia, com 3% da população economicamente ativa desempregada. O Brasil está em 32o lugar, com 6,1%. Este dado foi destacado segunda à noite em evento com o Sebrae-SC para a discussão de projetos, do qual participaram o governador Raimundo Colombo, o secretário de Desenvolvimento Paulo Bornhausen, a secretária-adjunta da pasta Lucia Dellagnelo, o presidente do Sebrae, Guilherme Zigelli, e o presidente do conselho da instituição, o empresário Alcantaro Corrêa.
– Comparamos o índice de desemprego de SC com outros paises apenas a titulo ilustrativo para mostrar que SC está bem em parametros nacionais e internacionais. A nossa taxa de 3% está na faixa dos menores em qualquer país ou estado do mundo – comentou Lucia Dellagnelo.

Apesar de SC enfrentar o custo Brasil, mantém elevado nível de empregos porque tem economia diversificada. Mesmo com o alto índice de emprego de 2012, de janeiro a agosto deste ano, segundo o Caged do Ministério do Trabalho foram abertas 75.488 novas vagas no Estado, sendo 8.668 em agosto.

Fonte: Zero Hora Online

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários