O comércio atacadista no Estado de São Paulo registrou menos 1.517 empregos com carteira assinada em abril: resultado de 14.372 admissões e 15.889 desligamentos. De acordo com pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), esse é o oitavo mês seguido que o setor registra saldo negativo de empregos.

Apesar de o número ser mais alto do que o registrado em março, o cenário é melhor em relação a abril de 2015, quando houve a extinção de 2.059 empregos formais.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, foram eliminados 5.666 empregos, o pior resultado para o período desde 2007. Já entre maio de 2015 e abril deste ano, foram extintos 20 mil vínculos empregatícios.

Dessa forma, o estoque de trabalhadores do comércio atacadista de São Paulo chegou a 493.750 – o patamar mais baixo desde dezembro de 2012, quando havia 492.997 funcionários ativos no setor.

Das dez atividades pesquisadas em abril, nove apresentaram queda no estoque de empregos em relação a abril de 2015. Os destaques negativos partiram eletrônicos e equipamentos de uso pessoal (-8,2%); tecidos, vestuário e calçados (-7,6%) e máquinas de uso comercial e industrial (-7,2%). O único segmento que apresentou alta na geração de empregos foi o de produtos farmacêuticos e higiene pessoal (0,1%).

Fonte:

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários