Uma pesquisa realizada pela maior comunidade de carreiras do Brasil, a Love Mondays, traz uma série de informações interessantes sobre o mercado de trabalho para as mulheres.
Além de traçar um panorama sobre o que torna as mulheres mais felizes no emprego, a pesquisa também revela quais são as empresas que mais oferecem qualidade de vida às suas funcionárias.

É uma referência legal para quem está buscando novas oportunidades ou quer explorar um novo mercado de trabalho.
Veja a seguir quais são as 10 melhores empresas para as mulheres no Brasil, os setores mais bem avaliados e o que elas mais prezam no mercado hoje em dia.

As melhores empresas para mulheres

A Love Mondays recebeu a avaliação de mais de 12 mil mulheres de diversas partes do Brasil. Foram analisadas mais de 220 empresas e, entre elas, as dez melhores foram as seguintes:

Takeda Brasil (farmacêutica)
Mercado Livre (comércio eletrônico)
3M (indústrias diversas)
Grupo NetShoes (comércio eletrônico)
Porto Seguro (seguros)
Bayer (farmacêutica e química)
Monsanto (agronegócio)
Electrolux (eletrodomésticos)
Braskem (química)
Souza Cruz (cigarros)

Ver a Takeda Brasil no primeiro lugar na preferência das mulheres não é novidade. A empresa farmacêutica de origem japonesa já havia aparecido por aqui há algum tempo, no topo do ranking das 10 melhores empresas para se trabalhar no País. A Bayer, que também atua no mesmo ramo, aparece entre as dez mais queridas.
Para a CEO e co-fundadora da Love Mondays, Luciana Caletti, a indústria farmacêutica tem se mostrado um dos setores mais atrativos para se trabalhar no País devido ao bom ambiente de trabalho que oferece aos funcionários, aos benefícios e à carga horária que permite conciliar trabalho e vida pessoal.
As empresas de alta tecnologia também ocupam um lugar cativo no coração das mulheres. Mercado Livre e NetShoes, ambas de comércio eletrônico, também já apareceram em outros rankings de melhores empresas para se trabalhar no Brasil.
Só que, diferentemente do ranking geral (que leva em conta a opinião de homens e mulheres), as tecnológicas aparecem em lugares mais altos junto ao público exclusivamente feminino.
Em terceiro lugar aparece a 3M, uma gigante industrial que tem ramos de atuação diversos – de transporte e saúde até itens de escritório. Geralmente megaempresas como a 3M conseguem oferecer benefícios mais interessantes às suas funcionárias, além da possibilidade de crescimento e atuação no exterior. Isso é realidade também entre as outras grandes que aparecem na lista, como a Bayer, a Monsanto, a Electrolux, a Braskem e a Souza Cruz.
Luciana Caletti aponta outro item que tem um peso importante na hora de eleger as melhores empresas para se trabalhar: a ideia de estar sendo útil e importante para a sociedade. Geralmente quem trabalha em empresas que prestam algum tipo de serviço ao cidadão, como as farmacêuticas (que salvam vidas), tem essa satisfação pessoal. E isso conta muito.
Outro fator importante e que colabora com a escolha dos melhores lugares para as mulheres trabalharem é a identificação com a empresa. Quando uma marca provoca um sentimento positivo no trabalhador, a tendência é que ele dure mais tempo no emprego, se dedique mais e recuse ofertas de trabalho em outros locais. Isso tem se tornado tão forte ultimamente que, para reter talentos, muitas empresas têm investido em estratégias de marketing para gerar essa identificação positiva junto aos funcionários.

Qualidades mais apreciadas pelas mulheres

Algo de muito interessante revelado pela pesquisa do Love Mondays são os fatores mais apreciados pelas mulheres no mercado do trabalho. Ao contrário do que estamos acostumados a pensar, remuneração e oportunidade de crescimento profissional não são as prioridades máximas do público feminino.
Em primeiro lugar aparece – acredite se quiser – a cultura da companhia. O que isso quer dizer? É o jeito de ser da empresa, a maneira como trabalha, como lida com os funcionários, como estimula o relacionamento interpessoal entre os colegas, dentre outros fatores.
A remuneração – que é importante para todo mundo, claro – só aparece em segundo lugar.
Confira os fatores mais apreciados, segundo a pesquisa:
Cultura da companhia
Remuneração e benefícios
Qualidade de vida
Oportunidade de carreira
Isso diz muito sobre um perfil de trabalhador que vem se desenvolvendo nos últimos anos. São pessoas que estão mais interessadas em qualidade de vida, em se sentir bem para poder produzir melhor. Para Luciana, nesse sentido o ambiente de trabalho é fundamental. “É um fator que impacta diretamente no dia a dia da pessoa, nos relacionamentos que ela constrói, no modo como se comunica”.
Obviamente salário é importante, mas não é tudo. Normalmente as pessoas querem ganhar mais, é natural. Mas o fato é que a remuneração e os benefícios não têm muita correlação com a satisfação da pessoa. “Se o salário está OK, aquilo não faz mais tanta diferença na sua vida”, afirma Luciana.

Setores mais bem avaliados pelas mulheres

A pesquisa revela, além das empresas, quais são os setores mais legais para se trabalhar na opinião das mulheres. A Love Mondays colheu o depoimento de mais de 10 mil trabalhadoras e chegou ao seguinte ranking:

Farmacêutica
Bens de Consumo
Químico
Serviços Financeiros
Engenharia e Construção

Esse hábito de priorizar a qualidade de vida no mercado de trabalho é relativamente recente. “É algo que se fortaleceu junto com o crescimento do País na última década”, afirma Luciana Caletti. Com uma economia mais ampla, os trabalhadores passaram a ter mais poder de escolha. Essa qualidade de vida também inclui fatores externos à companhia, como distância até a casa do funcionário, rede de transporte, opções de restaurantes ao redor, segurança, etc.
A crise financeira que atinge todo o território nacional pode até influenciar no poder de escolha das pessoas, já que muitas perderam seus empregos e precisam pagar suas contas – ou seja, estão com opções reduzidas. Mas o fato é que a tendência de valorizar o ambiente, a relação entre colegas e o potencial de crescimento é irreversível!

Fonte: Guia da Carreira

 

 

 

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Comentários

comentários