Colocar foto ou não no currículo? A pergunta vem de muito tempo e reaparece até os dias de hoje, mesmo quando o assunto é o currículo divulgado na Internet. Há controvérsias sobre o tema até mesmo para profissionais e especialistas em RH. Alguns dizem que sim, que pode colocar, enquanto outros dizem que nunca se deve colocar foto no currículo. Quem está certo nesse assunto?

Hoje em dia, com as redes sociais, praticamente qualquer selecionador numa empresa acaba tendo acesso a fotos dos candidatos, dentre outras informações. Neste caso, a dica é manter sempre comedimento e bom senso ao divulgar sua imagem na web, especialmente num momento em que você está buscando emprego. Mas este assunto sobre redes sociais fica para um artigo futuro do nosso Manual da Recolocação Profissional. Por enquanto, falemos apenas da foto no currículo.

Critérios para incluir uma foto

Uma ótima dica para você não fazer feio na hora de elaborar o currículo é responder a esta primeira pergunta: o anúncio da vaga à qual você está se candidatando está exigindo foto? Se a resposta é não, a foto não precisa ser colocada, é inteiramente opcional. Se resposta é sim, é recomendável que você siga as orientações fornecidas pela empresa anunciante da vaga e coloque a foto no currículo.

Mesmo se não for o caso de a empresa exigir foto, mas você continuar em dúvida, responda a mais três perguntas:

  • Os cargos que você deseja costumam exigir boa aparência?
  • Você tem uma foto de rosto, de boa qualidade, com bom foco e luminosidade?
  • Você está com boa aparência nela, com vestimentas adequadas ao dia a dia profissional?

Se você respondeu “sim” a TODAS estas três questões, então você pode colocar a foto no currículo. No entanto, um “não” a qualquer uma destas três perguntas é o suficiente para não colocá-la. Estas perguntas nascem da necessidade de incluir pontos fortes no currículo, de maneira correta e em harmonia com o objetivo profissional.

Como a imagem deve ficar

Se realmente decidir colocar, evite fotos mal tiradas, com baixa resolução, fora de foco, com baixa luminosidade, ou ainda se a aparência na foto não contribuir. Também é desnecessário para cargos onde a boa aparência não faz parte dos critérios de seleção.

Procure também colocar uma foto que enquadre o rosto com parte do ombro e tronco, como nas tradicionais fotos 3×4. A foto pode transmitir simpatia e alegria, sempre com bom senso. Não precisa ser necessariamente uma foto de estúdio. Hoje em dia, muitos celulares tiram fotos com boa qualidade, outros nem tanto. De toda forma, o acesso a uma foto de alta qualidade está cada vez mais fácil. Assim, procure garantir uma boa qualidade final.

Mulheres podem usar maquiagem discreta, de forma que não se perceba que está maquiada e que não demonstre que ela se maquiou só para a foto.

Pense bem, analise e verifique o resultado final do currículo, que é como uma peça publicitária. Mesmo levando em consideração tudo o que já foi dito, verifique se gostou do resultado, sempre lembrando que, em alguns casos, uma boa foto no currículo pode ajudar, mas sempre será um risco.

Hoje em dia, com a grande popularidade das redes sociais, que geralmente permitem a inclusão de uma foto pessoal no perfil, acaba sendo bastante comum o candidato desejar incluir uma foto também no currículo. Sites como o da Curriculum permitem que o candidato faça isso. Currículos com boas fotos podem despertar visualmente mais atenção de quem está selecionando. Portanto, utilizando bem este recurso, você pode aproveitá-lo como uma vantagem para o seu currículo, chamando positivamente a atenção dos selecionadores para você. Mas tenha sempre bom senso: compor o currículo com este detalhe mal trabalhado poderá pôr a perder a chance de uma entrevista presencial.

O que NÃO fazer

Talvez pela popularidade das fotos pessoais nas redes sociais, algumas pessoas acabam colocando no currículo as mesmas fotos que publicaram em seus perfis pessoais, mas que nem sempre estão adequadas para o contexto profissional. Cuidado! No currículo, venda sua imagem como profissional, e cuide bem da sua imagem pessoal nas redes sociais. Não se esqueça: você está vendendo suas qualidades profissionais. Evite perder oportunidades de causar uma excelente primeira boa impressão.

Este artigo é parte integrante do novo Manual da Recolocação Profissional, produzido pela Curriculum.com.br.
Novos artigos são publicados toda semana, até que o conteúdo integral do Manual esteja inteiramente publicado.

Acesse aqui mais artigos do Manual.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
3

Comentários

comentários