Em uma entrevista de emprego tradicional, há um conjunto clássico de perguntas, como “onde você se vê em cinco anos?” ou “qual foi sua maior conquista?”. Entre elas está uma das questões que mais causam ansiedade nos candidatos: qual é sua maior fraqueza?

Para não ser pego de surpresa e ter que pensar na hora em uma resposta. Quem tem processos seletivos pela frente ou entrevistas marcadas faz bem em tomar algum tempo para refletir sobre essa questão e planejar exatamente como respondê-la.

Se você está em busca de um emprego e ainda não conseguiu uma entrevista, aproveite para se inscrever na Conferência Na Prática, conferência de carreira gratuita promovida pela Fundação Estudar que conecta jovens universitários e recém-formados com as melhores empresas e oportunidades de trabalho.

Para a provocadora pergunta sobre fraqueza, uma recrutadora do Facebook, Ambra Benjamin, recentemente ofereceu uma boa resposta na rede social Quora. Afinal, é momento de se gabar um pouco, dizendo que sua maior fraqueza é o perfeccionismo ou assumir responsabilidades demais, ou entregar uma falha séria?

Segundo Benjamin, vangloriar-se é a pior linha a se seguir. Além de serem muito batidas, respostas desse tipo são inúteis em uma entrevista de emprego, porque não dizem nada ao entrevistador sobre quem o candidato de fato é.

Quando o recrutador faz essa pergunta, ele quer saber como você se enxerga e o quanto você está consciente de suas habilidades – e não necessariamente qual é, de fato, o seu ponto fraco. “O entrevistador está fazendo essa pergunta para colher sinais valiosos sobre sua percepção de si mesmo. Estar consciente de suas lacunas é importante.”

Caso você seja de fato perfeccionista demais – algo que pode ser uma fraqueza real –, Benjamin aconselha que você pule para seu segundo maior ponto fraco, seja ele qual for. Dessa forma, você evita sair com uma imagem pedante e de pouco autoconhecimento.

Fonte: EXAME.com

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2

Comentários

comentários