Bonito, lúdico e eficaz. O Bullet Journal, ou “BuJo” para os mais íntimos, é um método divertido para planejar a vida.

Com apenas um caderno em branco e uma caneta, investir numa agenda no estilo “Faça você mesmo” agrada principalmente a pessoas com um perfil mais criativo. “É para quem gosta de um jeito mais charmoso de fazer as coisas”, comenta Tathiane Deândhela, especialista em produtividade e escritora do livro “Faça o tempo trabalhar para você” (Editora Ser Mais).

Ela explica que o Bullet Journal pode não funcionar para todos, mas é eficaz, pois traz várias técnicas de gestão de tempo para um único método de organização.

“Por ser lúdico, é quase uma terapia”, diz. “Ele mostra como se planejar do maior para o menor: primeiro pensando no ano, depois mês, a semana e por último o seu dia”.

Um dos seus pontos mais favoráveis é sua maleabilidade para a customização. Assim, as páginas podem ser usadas para projeto específicos, além das tarefas e do planejamento diários.

Se for começar a sua agenda, Exame.com já fez uma matéria explicando como funciona. Agora, separamos as seguintes dicas, com a ajuda da Tathiane, mostrando recursos diferentes para o “BuJo” que podem aumentar sua produtividade.

1 – Lista de tarefas da semana

No começo de toda semana, pense no que precisa realizar até o final dela, colocando o que ainda não tem data marcada e depois distribuindo seu tempo.
“Uma boa técnica para o planejamento é esvaziar a mente de tudo que o incomoda, depois separar as tarefas e priorizar”, explica a especialista.

2 – Páginas dedicadas a cronogramas de projetos
É mesma ideia da lista de tarefas, mas customizando uma página do Bullet Journal para um único projeto. “Nossa mente funciona melhor com um passo a passo, que faz com que possamos visualizar tudo o que precisa ser feito”, explica Tathiane.

3 – Acompanhar hábitos e tarefas diários

Para acompanhar e criar hábitos ou avaliar o progresso de tarefas, a dica é criar uma tabela para cada mês e colocar objetivos para realizar diariamente. Pode ser fazer exercício físico, limpar a casa ou trabalhar em um projeto. Para Tathiane, é uma boa forma também de avaliar seu progresso, o quanto foi produtivo no dia e dar consistência à agenda.
4 – Usar códigos de cores e lembretes

Com adesivos ou canetas coloridas, dividir as tarefas por cores ajuda a separar categorias de tarefas, colocando a vida pessoal e profissional juntas no planejamento.

“Usar cores e uma legenda que valorize suas prioridades é uma ótima forma de visualizar seus compromissos. Você bate o olho e sabe como está o seu dia”, fala a especialista.
5 – Depósito de ideias

Uma das preocupações na hora de escolher um meio para se organizar é usar apenas uma ferramenta. Segundo a escritora, separar anotações entre papéis, cadernos e agendas digitais é ruim para lembrar depois onde cada coisa está.

Por isso, é bom separar uma página do BuJo para anotar ideias. “Temos ideias novas o tempo todo e acabamos esquecendo se não anotamos”.
Fonte: Exame.com 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários