— Sala de Espera: Cuidado com o que fala, seja ao telefone, seja com os outros candidatos, lembre-se de que você pode estar sendo observado. Aproveite este momento ao seu favor: observe o comportamento das pessoas que trabalham na empresa, o se modo de vestir, o ambiente psicológico (formal ou informal, por exemplo), como se comunicam, etc. Enfim, use estas observações para conhecer melhor a empresa e utilize suas percepções no momento em que estiver com o entrevistador.

— Entrevista Pessoal: Procure ficar tranquilo, evite os pensamentos ou lembranças que te deixam ansioso, olhe nos olhos do entrevistador, mas sem encará-lo demasiadamente, fale sempre a verdade (ser sincero não significa sair falando tudo o que tem vem à cabeça e sim utilizar as histórias ou informações reais de maneira inteligente e assim ganhar mais segurança). Não interrompa o entrevistador, nem fale demais, cuidado com o linguajar, mesmo que o entrevistador utilize gírias ou linguagem extremamente informal mantenha-se alinhado, mantenha o foco na informação que o entrevistador busca ao fazer as perguntas, saiba a diferença entre a segurança e a arrogância.

— Dinâmica de Grupo: Primeiramente saiba que há uma grande diferença entre aparecer e se destacar, colabore nas atividades da dinâmica, mas não faça o tipo “eu resolvo tudo”, lembre-se que, ao cumprir a missão proposta na dinâmica, outros aspectos do comportamento estão sendo avaliados, muitos participantes focam tanto na missão que se esquecem disso e tomam posturas inadequadas, até cumprem a missão com louvor, mas são eliminados pelos comportamentos que utilizou ao conseguir atingir a proposta. Saber se relacionar em grupo é uma competência fortemente valorizada pelas empresas e o momento de avaliar esta competência é na hora da dinâmica e justamente quando cometemos os maiores deslizes.

— Encerrando a participação: Quem define se o processo acabou é o selecionador, quando ele encerrar não fique “forçando a barra” para falar mais, ainda que você não tenha dito tudo o que acha que deveria. Também não tente terminar antes. Agradeça sempre a oportunidade e se coloque a disposição para eventuais dúvidas.

— Retorno (feedback): Após alguns dias (pode ser na mesma semana) envie um e-mail ou telefone para o selecionador mostrando seu interesse em fazer parte do quadro da empresa e agradecendo sinceramente a oportunidade pela participação. Não pergunte se foi selecionado, apenas agradeça.

Dica: trate o selecionador pelo nome (correto, anote para não esquecer) e mencione o nome da empresa. Ex.: Prezado Sr. Júlio Cesar, agradeço a oportunidade de participar do processo seletivo para a vaga de Auxiliar Administrativo na empresa Cleópatra S/A aproveitando para deixar registrado o meu interesse em fazer parte da sua equipe, ao dispor, Marco Antônio.

Conclusão: não há fórmula mágica para se sair bem em processos seletivos, até mesmo porque as empresas são organismos com características próprias e variadas, mas sabemos que existem alguns comportamentos que desperdiçam a nossa única chance de causar uma primeira boa impressão, devemos estar sempre atentos a nós mesmos e às empresas para as quais estamos nos candidatamos.

Fonte: RHPortal

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários