Já parou pra pensar que estamos no Século XXI mas, muitas vezes, agimos como se estivéssemos no Século XVIII? Os resquícios da Revolução Industrial ainda influenciam em nossa forma de agir e trabalhar. É extremamente importante que possamos ser entendidos como profissionais com infinitas competências para aprender a lidar com diversos problemas que podem surgir por aí, e não mais como simples ferramentas de um processo; processos esses que, apesar de terem similaridade com os do passado, se fazem presentes na nossa nova realidade.

Para tanto, são necessários conhecimentos técnicos e práticos que certamente vão ajudar no desenvolvimento e aplicação resoluções para os desafios do dia-a-dia, tanto pessoal quanto profissionalmente. Parece desafiador ler tudo isso, não é? Mas essa é a nossa vida. Muitos falam sobre a “receita do sucesso”; a verdade é que não há receita pronta, mas há quem possa fazer o “bolo” com maestria, aplicando ferramentas simples e eficazes nas diversas situações que o mercado nos cobra diariamente.

Uma escola de negócios paulistana resolveu dar destaque e desenvolver as 8 competências do profissional do século XXI na grade dos cursos que oferta. Há um ano, a FAPPES – Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior implementou o Blox, um sistema educacional onde os alunos têm autonomia para escolher as disciplinas que vão estudar. São centenas de opções de disciplinas que, por sua vez, aplicam todas as 8 ferramentas. São elas:

1 – Organização

Um grande profissional precisa estar sempre organizado para não deixar que sua vida vire um caos. A organização diz respeito não só da ciência de ter uma agenda e um local de trabalho bem arrumados, mas também engloba a organização mental, muito importante para qualquer pessoa que deseja uma vida saudável em amplos aspectos.

2 – Senso crítico

É de grande valia ter discernimento na vida corrida que nos persegue. Saber diferenciar o inovador do mirabolante e ter o senso crítico para saber quando parar ou mudar alguma atitude ou projeto é extremamente valioso.

3 – Comunicabilidade

Saber se expressar de forma clara e objetiva nunca é demais. A comunicabilidade é capaz de abrir um leque incrível de oportunidades, trocas de experiências e novas ideias, esclarecimentos e consolidar um bom nerworking.

4 – Interação

Conhecer e interagir com as pessoas a sua volta, seja na vida profissional ou na pessoal, é muito saudável. A interação muitas vezes diz respeito ao interesse e a vontade de sempre enriquecer relacionamentos.

5 – Cidadania

Cidadania quer dizer respeito; respeitar ao próximo e a si mesmo. Trabalhando em parceira com a empatia, a humildade e a solidariedade, o cidadão se torna uma pessoa capaz de expandir e passar adiante seus valores e pensamentos.

6 – Aplicabilidade

É de extrema importância saber onde e quando aplicar determinadas ideias, conhecimentos e experiências. Não adianta ter a receita do bolo sem saber fazê-lo; a aplicabilidade trará discernimento em fazer tudo que precisa ser feito no momento e em condições corretas.

7 – Flexibilidade

Ser flexível é estar disposto a transformar situações ruins em novas oportunidades. Ter tempo para se divertir e saber separar a atenção necessária às diferentes situações da vida cotidiana, sem precisar levar nada ao “extremo”.

8 – Inovação

No mundo em que vivemos, nāo podemos estar no patamar do “mais do mesmo”. Ser capaz de inovar, em qualquer aspecto, significa estar aberto ao mundo que vivemos hoje, compreendendo-o e estudando-o sempre, sem perder as oportunidades apresentadas à nossa frente a todo momento.

As 8 ferramentas do Século XXI são essenciais para que você deixe de ser uma, afinal, um grande profissional não é mais aquele que só “serve” para o que está destinado a fazer no seu trabalho, mas sim aquele que sabe aplicar seus conhecimentos em qualquer situação profissional e pessoal.

“Apresentar novas competências que o mundo e o mercado do Século XXI nos exige atualmente é fundamental para transformar nossos estudantes em grandes profissionais. Sabendo quais são e principalmente como aplicá-las nas diferentes situações da vida, formamos jovens preparados para lidar com a pluralidade das situações e, muitas vezes, saber transformar um problema em uma oportunidade de crescimento”, explica Thiago Dantas, COO – Chief Operating Officer da FAPPES.

Fonte: Administradores

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
1

Comentários

comentários