Type a message
7 títulos da Netflix que farão você amar o seu trabalho

7 títulos da Netflix que farão você amar o seu trabalho

O consultor de carreira Rodrigo Camargo, da Talenses, selecionou 7 títulos que trazem histórias reais ou imaginárias sobre o poder da paixão pela carreira para superar desafios que se julgavam até então intransponíveis

381
Do excesso de trabalho ao medo da demissão, a carreira pode ser uma fonte quase inesgotável de estresse. Ao mesmo tempo, ela pode trazer um tipo único e insubstituível de felicidade.Não faltam filmes e séries que mostram esta realidade frequentemente esquecida no cotidiano: a importância de encontrar (ou reencontrar) o amor pela profissão.O consultor de carreira Rodrigo Camargo, da Talenses, selecionou 7 títulos que trazem histórias reais ou imaginárias sobre o poder da paixão pela carreira para superar desafios que se julgavam até então intransponíveis. Todos estão disponíveis na Netflix.

“Mr. Selfridge”

2/9Reprodução/Netflix
mr-selfridge

A série conta a história de Harry Selfridge, um empreendedor norte-americano que de fato existiu e fundou uma importante loja de departamento em Londres, na década de 1910.

Por que vale a pena? Selfridge é uma figura que não passa despercebida: visionário e envolvente, ele cria uma aura de sedução em torno dos seus produtos. Segundo Rodrigo Camargo, consultor da Talenses, a série é interessante por mostrar a paixão que o trabalho é capaz de inspirar. “Como gosta muito do que faz, ele tem um sucesso estrondoso”, diz Camargo. A loja dá certo graças à capacidade de Selfridge em servir seus clientes bem — e com prazer.

“Mr. Selfridge” (2013-presente)

“Suits”

3/9Reprodução/Netflix
suits

Após se envolver com negócios ilícitos e abandonar a faculdade de Direito, o brilhante Mike Ross é contratado pelo escritório de Harvey Specter, um dos melhores advogados de Nova York. A série aborda a relação entre eles, bem como os casos que precisam resolver juntos.

Por que vale a pena? Esta é uma sugestão especialmente interessante para advogados que atuam no mundo corporativo. Além de explorar dramas que estimulam qualquer aficionado por direito empresarial, a série mostra um aspecto muitas vezes esquecido no dia a dia: a diferença que um bom parceiro pode fazer para a sua carreira. Os dois personagens principais têm perfis díspares, mas complementares. Para Camargo, essa cumplicidade é fundamental para que os sócios gerem bons resultados e tenham satisfação em trabalhar juntos.

“Suits” (2011-presente)

“Chef’s table”

4/9Peter Sorel/Netflix
chefs-table

Os protagonistas desta série são chefs de cozinha de renome internacional, inclusive o brasileiro Alex Atala, do premiado restaurante D.O.M.. Cada episódio é dedicado a um profissional em particular, explorando suas paixões, talentos e histórias pessoais.

Por que vale a pena? Este é um prato cheio para quem quer se entregar de corpo e alma à sua vocação. Segundo Camargo, o mérito da série está em mostrar como o amor pela carreira pode trazer resultados surpreendentemente positivos para profissionais de qualquer área — até das mais competitivas, como a gastronomia. A maioria dos chefs teve que enfrentar dificuldades inimagináveis até chegar ao topo. “O segredo deles foi acreditar numa filosofia de trabalho, cultivar uma pureza na busca pelo melhor ingrediente, pelo melhor método de preparo”, diz. “Esses ideais valem para qualquer profissão”.

“Chef’s Table” (2015-presente)

“O físico”

5/9Reprodução/Netflix
o-fisico

Na Inglaterra do século 11, a mãe de Rob Cole morre de uma doença misteriosa. Inspirado pelo ideal de salvar vidas, o jovem decide ir à Pérsia para aprender medicina. Em sua terra natal, ele e outros estudiosos da saúde são perseguidos pela Igreja Católica pela prática de “bruxaria”. O filme é baseado no livro homônimo de Noah Gordon.

Por que vale a pena? Embora retrate um passado distante, o filme aborda questões muito atuais, diz Rodrigo Camargo, da Talenses. O primeiro é a importância do envolvimento emocional com a carreira para ter sucesso. “Ele se apaixona por medicina, e nada mais o segura depois disso”, explica. O segundo tema presente é a coragem necessária para romper paradigmas. Se na Idade Média os cientistas eram vistos como “bruxos”, na atualidade certas ideias são questionadas e até desencorajadas nas empresas por fortes resistências culturais. A história de Rob mostra que é preciso continuar insistindo.

“The physician” (2013)

“A rede social”

6/9Reprodução/Netflix
a-rede-social

Premiado pelo Oscar, o filme mostra os primeiros passos do Facebook, a rede social mais popular da atualidade. Tudo começa quando o universitário Mark Zuckerberg usa um algoritmo desenvolvido por seu melhor amigo, o brasileiro Eduardo Saverin, para criar um site voltado aos estudantes de Harvard.

Por que vale a pena? Segundo Camargo, o filme costuma gerar reações ambíguas. Se, por um lado, a conduta de Zuckerberg pode ser interpretada como desleal por alguns espectadores, a história também prova a importância do entusiasmo para realizar grandes feitos. “É uma história típica da geração Y, que procura satisfação e realização pessoal no trabalho”, diz o consultor. A energia de Zuckerberg e Saverin, assim como a de outros jovens, é o combustível para que o Facebook se torne uma das empresas mais bem-sucedidas da atualidade.

“The social network” (2010)

“Jobs”

7/9Reprodução/Netflix
jobs

O longa conta a história do fundador da Apple, Steve Jobs, das experiências juvenis na Reed College em 1974 à glória internacional trazida pelo lançamento do iPod em 2001.

Por que vale a pena? Jobs era obcecado pelo trabalho. Segundo Camargo, ele só demorou para chegar ao topo porque, por muito tempo, foi uma figura despretensiosa. Ainda assim, o sucesso seria inevitável para um gênio da sua estatura. “O filme celebra as pessoas que nasceram para fazer alguma coisa, que é o caso de Jobs”, diz o consultor. Quem respeita e valoriza seus próprios talentos está dando o primeiro passo para transformá-los em uma carreira bem-sucedida.

“Jobs” (2013)

“Mãos talentosas: A história de Ben Carson”

8/9Reprodução/Netflix
mãos-talentosas

O drama conta a história real de Ben Carson, um garoto pobre que se tornou um dos neurocirurgiões mais famosos do mundo. Apesar das dificuldades, ele encontra na mãe um apoio fundamental para seguir sua vocação para a medicina.

Por que vale a pena? Como “O físico”, o filme mostra a superação de adversidades para praticar a medicina. Segundo Camargo, esse processo fica mais fácil se há apoio em casa. O incentivo da mãe é fundamental para que o personagem —  que na infância foi um aluno de notas baixas —  descubra sua paixão pela neurocirurgia e ganhe destaque internacional em sua área.

“Gifted hands: The Ben Carson story” (2009)

Busca mais fontes de inspiração?

9/9Thinkstock/thomas-bethge
Busca mais fontes de inspiração?
Fonte: Exame.com
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários