Todo profissional tem o direito de errar de vez em quando, mas o estagiário conta com um espaço de tolerância ainda maior para falhar.

“O objetivo principal da atuação do jovem na empresa é o aprendizado”, explica Tiago Mavichian, diretor de recursos humanos. “Por isso, os erros são tolerados e até visto como naturais pelos gestores”.

Por outro lado, também é esperado que o estagiário extraia lições de cada fracasso — o que significa que certos deslizes não podem ser repetidos.

Para Viviane Camerlingo, consultora, muitos jovens não são efetivados justamente porque não “reagem” aos próprios erros. “Claro que eles não precisam saber tudo desde o início, mas devem evoluir com cada experiência”, diz.

Mas reincidir em qual tipo de erro pode custar uma efetivação? Confira a seguir as respostas dos especialistas ouvidos por EXAME.com:

1. Não perguntar nada
Curiosidade é uma qualidade indispensável para qualquer estagiário. “Antes de colocar a mão na massa, faça perguntas e tire todas as suas dúvidas”, orienta Tiago Mavichian. “Isso evitará falhas na hora da execução, além de mostrar que você está interessado em fazer um bom trabalho”.

O fato é que, por medo de parecer incompetente, o jovem frequentemente esconde suas próprias dúvidas e trabalha com o método de tentativa e erro. Não funciona: cedo ou tarde, isso vai prejudicar os seus resultados. Ceder à própria timidez e não perguntar nada é um erro que, no máximo, pode ser cometido nos primeiros momentos do estágio. Depois, é importante procurar ajuda.

2. Perguntar demais
Ser uma máquina de questionamentos, por outro lado, também pode prejudicar a sua imagem. “Perguntar demais mostra insegurança, medo e falta de atenção”, diz Mavichian. “É um comportamento natural nas primeiras semanas, quando o jovem ainda está chegando, mas depois é necessário que haja uma mudança de comportamento”.

Segundo o especialista, o estagiário que precisa sempre se certificar de tudo antes de agir é visto como alguém distraído e sem autonomia. Para evitar o excesso de dúvidas, ouça atentamente as instruções na primeira vez em que são passadas e tenha um bloquinho à mão para anotar os detalhes.

3. Mentir, mesmo que por pura insegurança
Não deu tempo de consultar a equipe comercial e você pensou em fazer uma estimativa aproximada dos números de uma apresentação para não furar o prazo? Independentemente dos motivos, faltar com a verdade é um dos piores erros que um estagiário pode cometer.

“Mesmo que você diga uma mentira por medo de expor uma fragilidade, isto é, por pura insegurança, o seu caráter ficará sob suspeita”, afirma Viviane. “Quem é pego numa situação assim dificilmente tem uma segunda chance”.

4. Esconder suas dificuldades — e falhar depois
Segundo Viviane, uma das queixas mais comuns dos gestores tem a ver com estagiários que atrasam ou simplesmente não entregam uma determinada tarefa com a desculpa de que “não deu tempo de fazer”.

Está com dificuldades para executar uma atividade? “Avise seu gestor, peça ajuda e não tenha timidez para negociar um prazo que você acredita ser incapaz de cumprir”, diz a especialista. O que não dá pra fazer — e muito menos repetir — é ficar em silêncio e aparecer com uma tarefa inacabada no final.

5. Mostrar descompromisso
“Ser ‘só o estagiário’ não é desculpa para não fazer bem feito ou furar prazos”, afirma Mavichian. “Você foi escolhido pelo seu potencial e é uma aposta da empresa, e por isso precisa provar que merece ser efetivado”.

De acordo com ele, isso significa ser pontual, entregar as tarefas com eficiência, respeitar as normas da empresa, estar atento aos feedbacks e se engajar em projetos que vão além do básico. “O estagiário precisa agir como se fosse dono do negócio”, diz. “Se mostra descaso com a empresa, dificilmente será efetivado”.

Fonte: Exame.com 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários