O Sebrae-SP lançou recentemente o SUPER MEI, programa gratuito de capacitação profissional e orientação para a gestão de pequenos negócios. Mais qualificado, o microempreendedor ganha estabilidade para enfrentar o período de recessão econômica, que, segundo o IBGE, já deixou mais de 11 milhões de desempregados no País.

Os profissionais têm à disposição mais de 223 cursos em 18 áreas de atuação, entre elas beleza, alimentação e informática. Nas aulas, o SUPER MEI oferece conhecimentos que englobam gestão, comportamento empreendedor, tecnologia, mercado e acesso ao crédito, ferramentas essenciais para o sucesso de quem empreende. Se fossem pagos, os cursos poderiam custar até 1.000 reais.

As aulas estão distribuídas pelas unidades do Senac, do Senai e do Centro Paula Souza, órgão responsável pelas Fatecs e Etecs, e são ministradas preferencialmente à noite, para que os alunos possam exercer suas atividades durante o dia.

O programa é composto de quatro etapas: formalização no MEI, para aqueles que ainda não estão regularizados; aulas de gestão; formação técnica de até 50 horas em instituições parceiras; e acesso às ferramentas digitais – portal e aplicativo -, em que o profissional poderá oferecer seus produtos e/ou serviços.

O conteúdo dos cursos está disponível no site do programa. Para participar, a única exigência para a maioria deles é que o interessado seja MEI (Microempreendedor Individual). Alguns temas, como fotografia e produção musical, exigem conhecimento prévio.

As inscrições podem ser feitas pelo site (supermei.sebraesp.com.br), pela Central de Atendimento (0800 570 0800) ou nos escritórios do Sebrae-SP. No ato da inscrição, o empreendedor deve escolher a área de interesse a partir das opções disponíveis em cada região e aguardar a convocação.

Fonte: PEGN 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
5

Comentários

comentários