Uma pesquisa feita nos Estados Unidos indica que homens e mulheres apontam razões diferentes para sofrer de estresse no trabalho. Para elas, a principal razão são baixos salários, enquanto para eles a principal reclamação é o alto fluxo de tarefas.

De acordo com o estudo, realizado pela Harris Interactive para a Universidade Everest, 18% das mulheres apontam que o salário é o principal fator de estresse, quase o dobro do índice de homens que dizem isso (10%). Enquanto isso, 14% os homens indicaram que a carga de trabalho é o que mais provoca estresse, seguida por colegas de trabalho irritantes (12%).

De forma geral, 83% dos 1.019 profissionais entrevistados dizem que alguma coisa os estressa no trabalho, uma alta de dez pontos percentuais em relação ao ano passado (73%).

Curiosamente, as pessoas de 65 anos ou mais são o grupo que mais diz que nada em seu trabalho os estressa (38% deles afirmaram isso).

“Há muitas razões para se sentir estressado no trabalho, mas aqueles que sentem que eles têm controle sobre suas carreiras e trabalham em uma área pela qual eles são realmente apaixonados acabam sendo mais satisfeitos e produtivos”, afirma, em nota, John Swartz, diretor regional de serviços de carreira da Everest.

Fonte: Folha.com

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários