De acordo com consultora Cláudia Fajardo, dificuldades trazem aprendizado.

O tão sonhado emprego ideal pode estar muito mais no campo das ideias do que na realidade. De acordo com a consultora de carreira de Campinas (SP) Cláudia Fajardo, por esse motivo trocar de emprego apenas não resolve as insatisfações no âmbito profissional. O funcionário que está insatisfeito deve buscar um foco no trabalho antes de tomar qualquer decisão.

Dificuldades podem ensinar

“A partir de um momento em que o foco do trabalho faz sentido, você vai lidando com aquilo. O importante é a pessoa fazer o que ela gosta e lidar, às vezes, com situações ou pessoas que não são ideais, da melhor maneira possível. As próprias dificuldades são professores que surgem na sua vida para você aprender a superar”, explica. 

A busca pelo emprego ideal foi o tema do quadro “Sua Chance” desta segunda-feira (21).

Equilíbrio emocional

Uma mulher que não quis se identificar, com medo de ser demitida, afirma, contudo, que é difícil encontrar esse foco no trabalho quando a empresa não motiva o funcionário.

“Você não tem reconhecimento e você também não tem desenvolvimento daquilo que você faz. Sua equipe se sente desmotivada e não tem oportunidades”, conta.

Mesmo assim, enquanto não encontra algo melhor, ela afirma ser necessário autocontrole para conseguir lidar com o que mais incomoda no emprego atual.

“Eu tento trabalhar o meu emocional, não deixar me abalar e sempre tentar ver alguma coisa como uma oportunidade”, afirma.

Para a consultora de carreira, com o equilíbrio emocional e o aprendizado cotidiano, um novo emprego pode ser pensado de forma racional e estruturada.

“É importante ela se blindar emocionalmente (…) porque isso pode afetar o próprio desempenho dela no trabalho. Tem que procurar aprender com as situações, por mais difíceis que elas sejam, porque elas sempre trazem um aprendizado”, completa.

Fonte: G1

 

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários