Não adianta: com a internet todos ficam sabendo da vida de todos, seja uma promoção no trabalho, passando pelas festas, comemorações e postagens de gosto duvidoso. Querendo ou não, as redes sociais revelam traços de personalidade e postura pessoal, e, de repente, a forma a qual uma pessoa é vista em seu ambiente de trabalho pode ser prejudicada por causa da sua presença mal aproveitada nas redes sociais, – afinal, ali não existe privacidade e pode ser chocante ver um funcionário ou colega envolvido em alguma postagem de cunho preconceituoso, por exemplo.

E é muito por causa desse demasiado uso da internet que hoje se tornou mais difícil separar a imagem pessoal da profissional – e isso pode, muitas vezes, prejudicar aqueles que não sabem como alinhar as duas. Cíntia Seabra, Master Coach e Psicóloga Clínica, comenta que a forma com a qual se enxerga uma pessoa é a soma de sua imagem pessoal com a profissional, – e que, quando há algum problema em uma das duas, ambas podem ser afetadas.

A profissional ressalta que o bom senso deve estar acima de tudo e de todos e lembra que com o advento das redes sociais, pode ser bem arriscado uma pessoa se manifestar nestes espaços para falar mal ou reclamar da empresa em que trabalha, expor intimidades pessoais, mentir ou se exceder em vantagens pessoais. “Todos conhecem pessoas que são legais pessoalmente, mas que, quando se trata da postura online, são chatas – e, muitas vezes por causa dessas atitudes nas redes sociais, elas acabam sendo mal vistas no âmbito pessoal e profissional”, comenta Seabra.

Muito disso acontece porque, quando se está na internet, é possível “vestir uma máscara” e falar tudo aquilo que não se tem coragem de se dizer pessoalmente – uma atitude condenável, porém, muito comum. “Para evitar que isso aconteça, a pessoa precisa estar ciente de suas ideias, postura, e de como deseja ser vista pelos outros, seja pessoal ou virtualmente. É preciso que ambas as imagens sejam condizentes e complementares – e não opostas”, exalta.

Porém, a psicóloga lembra que existem também outros aspectos importantes na hora de conhecer melhor o lado pessoal de alguém, como a aparência física e o comportamento. “Para evitar que a imagem pessoal interfira negativamente na profissional, é preciso estar atento, sim, a sua aparência: independente do que digam, sua aparência é seu cartão de visitas. É claro que não é preciso ser a ‘Miss Brasil’, mas pessoas que se portam de maneira correta, com roupas adequadas, cabelos, dentes, unhas e barbas bem cuidados, são mais bem vistos no ambiente de trabalho, afinal, como se pode exigir qualidade, esmero e que algo seja impecável no trabalho, quando a sua imagem pessoal não condiz com isto que você prega e defende?”, ressalta Seabra.

Além disso, a Coach comenta que outros aspectos importantes para manter uma boa imagem frente aos colegas de trabalho, aos amigos virtuais e em todas as outras áreas da vida são: evitar a fofoca, manter a saúde – física e mental – em dia, não se envolver com o que não lhe diz respeito, ser pontual, proativo, organizado, positivo e estar sempre disposto a ajudar e a aprender coisas novas. “Mas não para por aí. Mantenha sempre em mente a importância de levar a sério a tríade: responsabilidade, competência e ética. Isto é: se comporte de forma responsável dentro e fora do ambiente de trabalho; esbanje sua competência ao desenvolver suas atividades profissionais e, independente da situação, seja ético”, conclui Seabra.

Fonte: Investimentos e Notícias

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários