O conceito de sucesso na carreira é relativo e particular, mas a meta de alcançar qualidade de vida e satisfação é universal. Por isso, buscamos conselhos de cinco pessoas que são referência em suas áreas de atuação para saber quais ingredientes fazem um profissional feliz.

Tenha dinheiro

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/10/Economia/Imagens/Cortadas/14163350-k8ME-U2021854708558wB-1024x683@GP-Web.jpgPara Kawakami, o segredo está em não deixar de ter um fundo para investir em si mesmo.Antônio More / Agência de Notícias Gazeta do Povo

Yoshio Kawakami foi presidente da Volvo por 12 anos, é fundador da consultoria Raiz, sócio e diretor da Universidade da Experiência. Ele acredita que a melhor dica que pode dar para um profissional diz respeito a conta bancária:

“Eu tenho uma ideia que é uma crença bem universal: tenha dinheiro. Todo mundo deve criar um fundo de contingência e desenvolvimento profissional, mesmo os jovens, desde o início da carreira. Hoje em dia, as empresas não investem mais em cada funcionário. É você que tem que buscar esse desenvolvimento, então, se você fica esperando alguém te oferecer isso, perde oportunidades e vai atrasando a sua vida.”

O fundo pode ser investido em qualquer coisa que aumente a sua bagagem: curso de línguas, MBA, buscar algum conhecimento que precise ou estudar algo do seu interesse.

“Se você não tem independência o suficiente e vive dependendo daquele dinheiro que entrar no salário mensal, não consegue ter uma postura independente, falar o que pensa e demonstrar o seu valor. [O profissional precisa] ter essa independência para poder mudar de emprego ou de carreira.

Se você tiver uma reserva de um ou dois anos, pode pular sem paraquedas em qualquer abismo”.

Faça poucas coisas excelentes, não várias medianas

Convidado do evento Day 1, da Endeavor Brasil, o criador do Mercado Livre e do fundo de capital de risco Kaszek Ventures, Hernan Kazah, aposta em construir uma base sólida para ter um empreendimento de sucesso:

“Nós, os empreendedores, temos que desfrutar do desconforto contínuo. Os empreendedores têm que ter essa característica: eles têm que enfrentar um desafio e, se conseguem resolvê-lo, não têm tempo para se parabenizar. Têm que encontrar o próximo desafio. Era essa atitude que nós tínhamos no Mercado Livre e é o que procuramos nos fundadores das companhias que buscam na Kaszek.”

“Na maioria dos casos, as ideias não são o que faz mais diferença. A chave do sucesso é o compromisso de longo prazo e a execução. É muito melhor fazer poucas coisas nota dez do que tentar fazer muitas coisas nota seis. Esse é um assunto que nós trabalhamos muito com as companhias da Kaszek, tentando que as companhias comecem a construir o seu negócio apoiadas numa fortaleza, e não que tenham um base muito fraca, fazendo muitas coisas, o que acaba não dando certo”, explica Kazah.

Crie uma base consistente e coerente

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/10/Economia/Imagens/Cortadas/allan costa-k8ME-ID000002-1024x683@GP-Web.jpgProfissionais não podem cair na armadilha de prometer uma coisa e agir de forma diferente.Daniel Castellano/Arquivo pessoal

Empreendedor e consultor de negócios, Allan Costa foi diretor-superintendente do Sebrae/PR e secretário de Planejamento do Estado do Paraná, além de ter participado do disputado curso de Advanced Management Program, de Harvard. Para ele, um aspecto fundamental de uma carreira bem-sucedida é ter um comportamento, formação e atitudes harmônicas e lógicas:

“Uma carreira de sucesso se constrói em cima de uma base consistente. A construção dessa base consistente passa, antes de qualquer outra coisa, por coerência. Seja coerente em cada passo e cada escolha que você faz em sua carreira”, aconselha

Segundo o investidor-anjo, uma armadilha perigosa é acabar se tornando uma pessoa que fala uma coisa e faz outra. “Profissionais que não agem de acordo com aquilo que falam, inevitavelmente, acabam sendo pegos nas suas contradições e caem em descrédito. Uma carreira de longo prazo se baseia na confiança de que o profissional vai entregar, cumprir aquilo que promete”.

Exponha-se ao máximo de situações e desafios

O economista e colunista da Gazeta do Povo Ricardo Amorim aposta na versatilidade como característica essencial para o profissional. Em uma palestra promovida pelo Escritório de Desenvolvimento de Carreiras da Universidade de São Paulo (USP), o apresentador do programa Manhattan Connection conversou com os alunos sobre sua trajetória:

“Uma das coisas que eu acabei aprendendo ao longo da carreira e da vida é que tem uma única coisa que é constante: a mudança. A gente nunca sabe o que a vida vai nos trazer. Vai acontecer um monte de coisas na vida de todos nós que a gente nunca teria a mais pálida noção de que isso um dia poderia vir a acontecer. E isso vai construir a forma como a gente lida com as situações, como a gente lida com o mundo. Viver é ser cobaia. Viver nada mais é do que experimentar coisas novas, é assim que a gente se constrói.”

“Muito mais importante do que saber é aprender. Como o ambiente de trabalho, o mercado, os negócios e a vida estão eternamente em transformação não adianta a gente coletar um monte de informação se a gente não tiver capacidade de continuar o tempo inteiro aprendendo”, acredita Amorim.

Compatibilidade entre habilidades e sonhos

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/07/10/Economia/Imagens/Cortadas/Sabin03_RGB_Dra_Janete_Horizontal-kp8B-U202185470855zbE-1024x684@GP-Web.jpgJanete destaca que precisamos alinhar nossas metas com nossos talentos.Divulgação

Sócia fundadora do Laboratório Sabin e presidente do Conselho de Administração do Grupo Sabin, Janete Vaz acha que é importante, antes de mais nada, ter força de vontade para tirar seus sonhos da gaveta:

“Para ter sucesso no mercado profissional, é importante escolher uma carreira compatível com seus sonhos, talentos e habilidades. Depois, investir na busca constante de conhecimentos para descobrir os caminhos para conquistar seus objetivos”

Janete aponta, ainda, que essa compatibilidade anda de mãos dadas com o planejamento. “O profissional precisa estar em constante desenvolvimento. Procure fazer cursos voltados para seus objetivos profissionais e aproveite as oportunidades de treinamento oferecidas pela empresa”.

Fonte: Gazeta do Povo

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários