Por Carlos Faccina *

Nem todos desejam fazer carreira.

Muitos estão felizes onde estão (nem sempre ocupando posições de importância e bem remuneradas). São denominados pelos especialistas em gestão de acomodados, gostam da “zona de conforto” e daí, estão felizes, pagam suas contas e provêm suas famílias. Mas existe, sabemos, aqueles que desejam fazer carreira que significa subir na hierarquia , ter acesso aos benefícios, status e remuneração da função.

Muitos desejam e poucos, na realidade da vida corporativa, conseguem. O resultado é um “oceano de frustrações”, mas assim é a vida e a batalha continua no dia a dia.

Selecionei 7 sinais que estão ocorrendo a sua volta e atitudes pessoais que podem significar chances de subir na carreira e caso você esteja alinhado com esses sinais suas chances são maiores, digo chances e não certeza, essa não existe, visto que carreira depende de variáveis fora do nosso controle e mesmo do controle da Empresa (vide a situação atual da economia brasileira que projeta crescimento negativo em 2015), os sinais são:

  1. Frequentemente é chamado pelos seus superiores (hoje as relações hierárquicas são matriciais, e você pode ter mais de um chefe) para opinar.
  1. Nos momentos de tomada de decisão, mesmo não ocupando posição compatível, sua opinião é considerada.
  1. Nos últimos tempos, sua relações pessoais são positivas e por vezes demonstrações de amizade de seus superiores são expressadas.
  1. Sua gestão de desempenho tem sido positiva e os seus pontos fracos (apontados anualmente) demonstram uma evolução constante e sistemática.
  1. Seus colegas de outras funções, consideradas do mesmo nível que a sua, respeitam suas posições e sua personalidade (apresentação e comportamento).
  1. N o campo de autodesenvolvimento (leitura, cursos, pesquisas etc) você tem se empenhado e percebe que seu nível profissional e cultural está evoluindo.
  1. Apesar de não ser arrogante, é assertivo e tem posições firmes.

Esses sinais são uma referência, jamais guias infalíveis, mas se você se coloca perante eles, dentro ou bem próximo deles, suas chances de progredir são certamente positivas.

Analise esses sinais, veja como você se enquadra nesse cenário e decida , o que quer para sua vida profissional e pessoal

* Carlos Faccina trabalhou 25 anos na Nestlé no Brasil e na Suíça, onde ocupou a Direção de RH, Assuntos Estratégicos e Públicos. É autor do livro “O Novo Profissional Competitivo: Mais Razão, Emoção e Sentimento na Gestão”, da editora Campus. Mestre e Doutor em Ciências, professor universitário, conferencista e consultor reconhecido. É Professor da FAAP e BSP.

Fonte: Época Negócios

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários