O principal desafio de um gestor de “primeira viagem” é aprender, de forma prática, o que muda de seu atual papel para o anterior. Se durante esse aprendizado você ficar angustiado ou tiver muitas dúvidas saiba: isso é normal!

Algumas empresas investem no desenvolvimento de habilidades de liderança para gestores novatos, porém, nem sempre isso acontece logo que assumem o cargo. Portanto, observar outros gestores e buscar novos conhecimentos pode facilitar essa adaptação.

Outro grande desafio de quem assume a liderança pela primeira vez é deixar de fazer atividades operacionais (justamente aquelas que você sempre fez muito bem e que, provavelmente, geraram sua promoção) para desenvolver seus subordinados e delegar tarefas. É claro que, no início da primeira gestão, pode acontecer de existirem algumas atividades operacionais, mas a tendência é que, aos poucos, o novo gestor ensine-as aos subordinados e passe a gerenciar sua execução.

Um ponto que gera muita insegurança nos líderes de primeira viagem é como fazer com que seus ex-pares passem a considerá-lo um líder. O conselho que dou é para ter uma conversa franca com a nova equipe para entender as expectativas de cada um, tanto em seus papéis dentro da empresa como em relação ao que esperam para o seu desenvolvimento de carreira.

Lembre-se que para desenvolver subordinados é importante ter interesse genuíno em fazê-lo. Não se deve dar respostas prontas e sim ensinar a encontrar soluções. Feedbacks claros e frequentes fazem toda a diferença.

Para te ajudar a trilhar um caminho de sucesso em sua primeira liderança, vou dar algumas dicas certeiras. Preparado? Então, vamos lá:

1.Busque ser próximo e acessível de seus subordinados (o que não significa ser necessariamente amigo).

2. Conheça bem cada profissional da equipe, para poder delegar atividades condizentes com a capacidade de cada um.

3. Como agora você é “um exemplo a ser seguido” e tem o papel de desenvolver pessoas, preocupe-se com a forma com que passa orientações e feedbacks.

4. Estabeleça uma relação de confiança e parceria com sua equipe.

5.Tenha sempre coerência entre o que fala e o que pratica, assim é mais fácil criar vínculos com seus subordinados.

6.Agora você é uma fonte de conhecimento para sua equipe, então, mantenha-se atualizado.

E, por último, porém, não menos importante, lembre-se que agora uma de suas funções principais é inspirar pessoas. Boa liderança!

Por: Sofia Esteves/ Fonte: Exame.com

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários