Pesquisa da London Business School mostra que presidentes de empresa são mais altos do que a maioria da população. Veja outros aspectos que pesam no salário

Por Camila Pati

Nem só experiência, qualificação e perfil profissional definem o valor do seu salário. Há outros aspectos determinantes no caminho entre a base e o topo da pirâmide hierárquica, segundo a Ciência. E eles podem ser bastante inusitados, e até bizarros. Confira o que dizem três estudos científicos:

Altura

Isso mesmo. A altura de um executivo é proporcional ao seu salário. Quanto maior a estatura, mais “gordo” o salário.

A descoberta recente é de uma pesquisa realizada na Suécia pela equipe da London Business School, cujos trechos foram revelados pelo Financial Times.

Dados mostram que presidentes de empresa, são, em média, mais altos do que 90% da população e têm mais habilidades-  cognitivas e não cognitivas – do que a maioria das pessoas.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores acompanharam a vida de 1,3 milhão de homens que fizeram o serviço militar obrigatório entre 1952 e 1978 ( por isso as mulheres não participaram do estudo). Deste grupo, 41 mil, segundo os pesquisadores, eram executivos do topo da pirâmide.

Na opinião do coautor da pesquisa, Samuli Knüpfer, professor de finanças da London Business School, os resultados encontrados na Suécia também devem ser válidos para outros países industrializados.

Beleza

Mulheres e homens “bonitões” ganham mais do que seus pares não tão belos. Para eles, a diferença chega a 17% e, para elas, 12%.

Os cálculos são do economista Daniel Hamermes, autor do livro “Beauty Pays: why attractive people are more successful”.

Autoconfiança e autoestima podem explicar a diferença no salário, segundo a pesquisa. Quem é mais bonito, geralmente, tem mais chances de ser também mais seguro de si. E isso pode ter influência direta no comportamento no trabalho e, consequentemente, no sucesso de carreira.

Nome curto

Este talvez seja o fator que mais cause estranheza. Pesquisa divulgada no ano passado pelo site de recrutamento TheLadders relaciona o tamanho do nome ao valor do salário. Quem tem nome mais curto, com até 5 letras, tem mais chances de ganhar mais, segundo o TheLadders.

Para fazer essa afirmação inusitada, uma equipe de pesquisadores do site analisou o nome e os vencimentos de 6 milhões de usuários. Tom, Rob, Dale, Melissa são alguns dos nomes ligados aos maiores salários.

Fonte: Exame.com

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários